Domingo, 20 de Fevereiro de 2005

Quando a casa vai abaixo!

Sem perceber porquê, a casa ruiu. Fiquei inerte, não havia nada nada a fazer. Há muito que a parede mestra havia desaparecido...ficaram apenas os destroços das vivências boas ou más que ali aconteceram.

Não fui capaz de falar. Não senti raiva... nem uma lágrima.
Reagir, sair, deixar aquele ar que me asfixia. Sem nada para dizer, que a cabeça está vazia.

No coração apenas palavras secas e amargas, servidas num prato frio, que não reconheço em mim... mas sou um pedaço de massa moldada...na lama!!!!
publicado por Lucidez MSA às 20:39
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Anónimo a 20 de Fevereiro de 2005 às 20:52
oi!
gostei mto d ler o teu blog!
visita-m tb se kiseres...
http://www.xiiis.blogspot.comCarol
(http://www.xiiis.blogspot.com)
(mailto:carolina_pinto@sapo.pt)
De Anónimo a 20 de Fevereiro de 2005 às 20:41
http://holocaustum.blogs.sapo.pt/Melpómene
</a>
(mailto:melpomene@sapo.pt)

Comentar post